sábado, 29 de julho de 2017

Soneto, n.303(A Luciana Moraes)

Entonces bora! - que é tempo 
de entalhes-Cântaro sobre frontérias em
prata: olhos em catavento, mãos 
tão mestras na Secúlea pedra que apara

as águas do ribeirão, e Rente
aquele ipê quase tão véi-de-Mundo,
roxura que igual não brilha
em nória de légua e meia:

um vulto encontra outro na ladeira perto,
o curupira o saci se dão boanoite
e seguem montando mulas-sem-cabeça
nas entrelinhas onde o relógio não manda_________

vambora entonces! - almas livremente encarceradas -
livres, como só os doidos e os poetas.

Soneto, n.302(Sonho de São Mármaro na primeira noite do inverno de 2017)

O filme era sobre céus de Valongos
e carnavais de amendoins mal-passados
numa gordura sabente a raquíticos
esperantófilos_________

você rejeita o forde da fazenda na porteira,
e com o tempo até o licor de tiquira
sabe a mato queimado: as incelenças
nunca andaram tanto nas ruas

como agora em que não há deus
fora das carteiras - gente boleia nhandús
e nenhuma gota sai das torneiras, que nem
Amarildo, que não sai do Sumiço_________

o filme encerra com as casas fugindo,
levantando as saias e cuspindo gente.

Soneto, n.301(À memória de Mário de Sá-Carneiro, com o pensamento em seu poema "Rodopio")

Enquanto aqui mem-de-sá
mundão descabeeela num chuvarão,
dentrão da cachola passeiam -
em rodopios, novelos -

falsetes e serpentinas, zabumbas sambas
lunários, virgens santíssimas, coros,
matusaléns camaradas, caíns de papo
amarelo, fanfarras, mórias, cagarras_________

iaiás fruta-pão mais Castanhas,
uiratis sobre os costados
do último gigante Beleléu
jogando caxangá junto do Jó_________

pru címa do bolo o marechal delegado,
levando pai francisco pra cadeia. 

Soneto, 300( Para Luciana Moraes)

Um velho - de batas longas e barba
proclama à malta(atenta), que no 607
se ensardinha no rush, rumo
do Estácio:

"minino que joga papel no chããão
também divíía fazer pipí na caaamaa!!" -
ele diz, enquanto a malta
sacode os ossários em maré sem precisar

de lua_________lá fora CHOOOVE -
cá dentro(Inadianta a bruta flor do querer)
suores Peganham-se, passeiam
entre os espinhaços enquanto o velho apostrofa_________

era o Gentileza(!!) - e o xisnove? - um jornal
perdido numa bíblia hebraica do meu pai.

Soneto, n.299(Homilia de São Mármaro)

Ó vós nascidos neste século Andúrio:
pra que diachos acumulais reco-recos
feitos de petróleo e piche
e fazeis pelos muros Anoitecer 

canduras de floridões, com escadércias
e dólares? - tendes trancado há Muito
em vossos sótãos a Luz dela
palavrAntiga, persistirindo

em ensinar crianças a brincalhar com armas 
de massivo Furdunço, sois madalenas e eustáquios
viramundando chafúrdios no espólio Troncho
dos anjos derrencaídos_________

olhai pra Riba, 'tão lá três águias, seus putos,
trazendo as cânhas do Fim - Cabamundo.

Soneto, n.298

Eu sou da raça do Eterno,
mesmo quando elas nuvens 
fazem banzo de cara Feia, e camboronam
chuva com molho de trombones__________

através delas franjas
das vestimentas do tempo
os cubos-Kubrick são des-sanscristados
e sou de-Novo um curumim no sul da Bahia 

enquanto querpentes fazem greve no Egito,
e faraó mastiga cabeças de chefes:
menino vai buscar um tasco de banana
pra eu acender o charuto_________

Villa-Lobós destorce nas pirambas a Sinfonia:
eu SOU, tu és, nós somos - dela raça do Eterno.

Soneto, n.297(Para Carolis Vaez)

Sentado à mesa 16, hora 18 e blaus,
rua silva cardoso bairro de Bangu.
Carolis passou voando num cogumelo amarelo
e ele falava um inglês 

danado di bão. De melãozão capelinha
e mais de copas na cartola(do mágico):
aquele balãozim de papel
o que custou arranjar!________página tal,

obras completas do Bandeira - Carolis passa,
de novo, o cogumelo é submarino e ela me grita
pra eu olhar de novo o papelzíím
pregado na geladeira________

amanhã levar madressilvas, dar uma espanada
na GRAVE da Eleanor Rigby.